Removedor de Verniz Sem Acetona • Cien

Olá! 🙂

Na curiosidade de experimentar um removedor de verniz sem acetona, dei uma oportunidade a este do Lidl e, apesar de ultimamente não ter pintado muito as unhas [caso não tenham reparado pela falta de Nailed it!’s 😓], já o tenho há tempo suficiente para ter uma opinião formada. Tal como eu, devem haver por aí curiosas pelo mesmo, por isso, decidi vir partilhar 🙂

removedor de verniz sem acetona cien

◊ Preço: 1.49€, 200ml [Lidl, aqui]

◊ CF: Not sure

Começando pela embalagem, como podem ver, é simples, mas prática, tendo um doseador que facilita a colocação no algodão. Apesar de, por um lado, se tornar económico, como diz a marca, acaba por nos fazer gastar, por vezes, um pouco mais – se quisermos apenas um bocadinho de produto ou molhar uma pontinha de palito temos que tirar a quantidade inteira de um pump.

O modo de utilização já todas/os sabemos: algodão + acetona e está pronto a usar. O produto em si tem um aroma floral agradável que acaba sempre por ter aquele cheiro “tóxico” por trás quando usado em maior quantidade – uma coisa que achava que não ia acontecer tanto. Em relação à eficácia, sim, ele é tão eficaz quanto um removedor com  acetona, quer com verniz claro, como escuro [pela minha experiência até agora]. Retiro o verniz desta forma e nunca precisei de usar mais deste removedor em relação ao que contém acetona. Para além disso, reparo que não deixa as unhas e cutículas tão secas/com sensação de secura, o que é ótimo, visto que era a principal razão para o querer experimentar.

Já usaram? 🙂

Anúncios

Outfits | De volta à Rotina 🕒

Já voltaram à vossa rotina? Por aqui aproveita-se o último fim de semana de férias! Para acalmar os ânimos trago-vos alguma inspiração com dois conjuntos simples que podem usar no dia-a-dia. Confesso que estão um bocadinho “focados” no bordeaux, tons bege e camel, não só porque são tons simples e de que gosto, mas também porque, confesso, me lembram um bocadinho o outono [culpem estas noites mais frias!]. Decidi, então, trazer-vos um outfit mais composto #1 e outro mais simples e quente para aqueles dias (ou noites) que decidem vir com núvens e vento #2.

[As imagens não são da minha autoria e a fonte está nos links abaixo]

Passar o rato sobre a imagem/clicar para saber preço e lojas 🙂

#1

Body | Calças enceradas | Botins | Bolsa

#2

Camisola | Relógio | Botins | Calças

Qual o vosso preferido? 🙂

7 Dicas simples para Poupar em Compras 💸

Se pensarem bem passar a vida a comprar é desnecessário, principalmente, quando isso aumenta o nosso ser interior consumista. Há pouco tempo, fiz uma post sobre como comprar de forma mais consciente e, desta vez, trago-vos algumas dicas para poupar em caso de compras ↓

1 Não cair na tentação das promoções: Só porque está em promoção, não quer dizer que estejas a precisar. Só porque está a um bom preço para o artigo que é, não quer dizer que tenhas que comprar porque “um dia” vai dar jeito. É fácil pensar que nesse caso estamos a fazer uma boa decisão, no entanto, muitas vezes, é mais uma compra por impulso. Pensem duas vezes antes de comprar!

2 Reaproveitar o que já temos: Precisas de um vaso novo: porque não vês se tens alguma vela a acabar e aproveitas o copinho? Precisas de um sítio para guardar os teus elásticos: porque não vês se tens alguma caixa de cotonetes [exemplo!] para reaproveitar? É muito fácil dizer que precisamos e ir logo comprar, mas, muitas vezes, com um bocadinho de imaginação conseguimos reutilizar o que já temos e fazer algo único.

3 Não importa se os portes de envio são grátis: As lojas online enganam-nos bem, não é? 😉 Ver estas novidades é uma forma fácil de acordar o lado consumista – para não gastar dinheiro em portes, gastamos dinheiro em compras. Têm que pensar nos dois lados da moeda – a compra vai ser assim tão útil?

4 Dizer não a duplicados: “Ah mas eu queria mesmo experimentar esta nova marca, dizem que é mesmo boa!” Pois eu sei, é assim que se convencem que devem comprar ❌ Se já têm um produto em casa, não precisam de outro que faça a mesma função: devem deixar esse acabar antes de comprar outro de forma a não acumular.

5 Não participar em trocas que não são úteis: De certeza que algumas/uns de vocês utilizam sites de vendas e trocas. No caso de trocas, podem até não ter de pagar nada a mais pelo produto, mas, normalmente, têm de pagar os portes para envio. Conclusão: o artigo acaba por vos custar dinheiro. Muitas vezes, é apenas a excitação de podermos fazer o negócio ou trocar algo que já temos que nos leva a fazê-lo e não mesmo a necessidade de ter o que vem em troca.

6 Fazer uma lista do que preciso e procurar promoções: Contradiz o ponto 1? Calma, esta faz sentido! Fazer uma lista do que precisam vai ajudar-vos a fazer comprar mais objetivas e menos desnecessárias, ou seja, não gastam dinheiro no que não precisam. Caso consigam ir à caça das promoções e encontrar, ótimo! MAS têm de ser necessário!

7 Diminuir as visitas ao shopping: Esta nem preciso de explicar , principalmente, se não conseguem ir a um shopping sem trazer algo convosco.

Têm alguma dica a acrescentar? 🙂

 

Desenrasca-te #9 | Limpar a Escova do Cabelo

Olá 🙂

Numa busca para arranjar uma forma de limpar a escova do cabelo encontrei várias alternativas. Como tenho a certeza que muitas de vocês também podem precisar, partilho, hoje, convosco a forma como limpei a minha e que funcionou bem comigo. Neste caso, estamos a falar de limpar o pó e afins que ela vai ganhando com o tempo e não os cabelos – esses tiro cada vez que a uso [os que consigo] e confesso que me mete muita [muita] confusão ver escovas cobertas de cabelo [sim, aquelas em que nem se vê o fundo].

limpar escova

 

  1. Retirar os cabelos que agarrados à escova com a ajuda de um pau de laranjeira ou palito.
  2. Encher uma taça com água quente, colocar algum gel de banho/champô e mexer bem.
  3. Colocar a escova (parte suja para baixo) e retirar ao fim de 15 minutos. Passar bem por água.
  4. Se tiverem deixado pequenos cabelos (poucos) na escova eles saem, sim, o problema é o pó que estava depositado no fundo das cerdas. Esta é a parte que as meninas do pinterest e afins não vos dizem: Para o retirar têm que ir cerda a cerda. Calma, é rápido e super fácil porque ficou tudo junto e amolecido.
  5. Deixar secar ao ar.

limpar escova cabelo

Se aumentarem melhor a imagem conseguem ver que no fundo das cerdas há bocadinhos de pó depositados e, após a lavagem, eles desaparecem quase todos.

Fácil, não é? 🙂

[Uma Espécie de] Haul de Material Escolar ✏️

Olá 🙂

Por esta altura, são milhares os vídeos e posts de regresso às aulas que incluem hauls com o material que cada um comprou. Se já cá estão há algum tempo, sabem que sou toda a favor de reutilizar o material que já temos e aproveitar algum antigo para lhes dar um twist e ter material “novo” [óbvio que devem comprar o que necessitam se ainda não têm 🙈]. De qualquer forma, como já vos falei do material que uso para a universidade e a forma como o uso para me ajudar a estudar [aqui], decidi deixar-vos aqui à mesma um mini haul com o que vou usar este ano. Como já devem ter percebido, não vão encontrar aqui um montão de coisas acabadinhas de comprar 😉

material escolar

• Separadores – Note it | Capa grande – qualquer supermercado | Capa mármore – Primark [coleção do ano passado] | Capa verde – Jumbo •

Para começar uso uma capa grande com separadores [dois para cada cadeira – parte prática e teórica, por exemplo] que mantenho em casa. Quando preciso de levar alguma coisa comigo para a faculdade, dependendo da quantidade, uso uma das outras três capas que veem: a com padrão mármore que tem lombada maior, uma média [é uma capa verde normal que aproveitei para um diy com triângulos de washi tape] e uma pasta fininha que uso com maior frequência.

haul material escolar• Caderno – supermercado | Porta lápis – Ebay | Marcadores – Bic, Jumbo •

Estes meninos andam sempre comigo: o caderno para apontamentos é um diy – apenas imprimi o padrão que queria e fiz uma colagem – mais simples é quase impossível! O porta lápis é pequenino, como gosto, ocupa pouco espaço e tem os essenciais: marcadores, canetas [azul, preta, verde, vermelha, rosa], lápis, borraca, mini corretor [Note it], minas e régua.

• Pote – Ikea | Base – diy aqui

Em casa, tenho um cantinho com mais algumas coisas que preciso: os reis dos marcadores [Stabilo], algumas canetas, tesoura, post its, clips, agrafador e furador.

Se estiverem interessadas/os têm várias ideias para diy’s aqui pelo blog, dicas para a escola/universidade, apps úteis e a minha forma de utilizar este material todo 🙂 Aqui têm alguns dos posts de que falo:

4 Apps úteis para a escola

Sítios para estudar fora de casa

DIY 3 Cadernos estilo Tumblr

Organiza o estudo na Universidade

Guia do estudante | 10 Dicas para poupar

Agora vamos é aproveitar o resto do Verão 😉

Calendário de Parede para o Semestre/Período 📅

Olá 🙂

Desde que entrei na faculdade uso, todos os anos, uma agenda para anotar tudo o que tenho a fazer, desde testes e entregas, a tarefas, posts e aniversários – o que for preciso, portanto! Apesar de podermos andar sempre com ela [se for pequena o suficiente], é útil termos um local de rápido acesso onde possamos ter uma overview do próprio mês/ano e, se quiserem, das coisas principais a fazer. Para tal, tenho colocado no interior da porta do meu armário um calendário simples com os meses do ano que fazem parte do semestre [escolar] – apenas coloco 4/5 meses de cada vez para evitar bagunça e, claro, porque são os meses que me interessam em cada semestre.

calendario

Honestamente, não vos sei dizer de onde são estes calendários – imprimi-os no início do ano de um site algures na internet – mas facilmente encontram milhares ao pesquisar no google, basta escolher o que gostam mais e vos dará mais jeito. Isto porque, como veem, estes que usei tinham uma parte com “notas” e “to do’s” que eu optei por cortar, mas há vários sítios onde encontram calendários bem funcionais e com mais utilidades que estes. Por outro lado, há sempre a possibilidade de fazerem o vosso próprio calendário e, assim, têm as coisas à vossa maneira.

calendario de parede

Normalmente, colo tudo com washi tape – até porque depois é mais fácil para tirar – mas fica tudo ao vosso critério. Podem até aproveitar para criar um espaço para organização dos vossos dias ou até arranjar um cantinho para o calendário no vosso escritório.

O que acham?

 

5+1 Passos para Comprar de Forma Mais Consciente 👆

1. Fazer uma lista de coisas que precisas

Se não está na tua lista, provavelmente, deves pensar duas vezes antes de comprar. Uma forma prática de fazer esta lista seria durante uma arrumação do armário/quarto/casa em que temos a perceção daquilo que temos e daquilo que daria jeito ser adicionado. Cada vez que repararem que falta algo é só adicionar e quanto tiverem uma boa oportunidade pensam na compra.

2. Pensar duas vezes antes de comprar

Às vezes, é só um caderno, caneta ou camisola fofinha que encontras, mas vais mesmo usar? Faz-te falta? Já não tens algo que faça essa função em casa? Para que é que vais usar mesmo? Dá para conjugar com algo que tenhas? Muitas vezes, o pensamento é só o “é tão fixe! Mas nem sei para que quero isto”, por isso, mais vale repensar a comprar porque vai ser só mais uma coisa para acumular em casa.

3. Entra um novo, sai um velho

Isto funciona para quem tem muitas coisas de algum tipo de artigo, quer sejam sapatos, bolsas, coisas de cozinha ou de escritório. Por exemplo, vocês só ter x pares de sapatos, por isso, se realmente quiserem uns novos, vão ter que se livrar/doar/vender uns velhos. A questão aqui seria, também: não vão deitar algo ao lixo só porque querem outro novo, nem vale a pena comprarem só porque sim – tem de ser bem pensado!

4. Roupa

Tenho algo que combine com isto? Já tenho um parecido/da mesma cor? Vou usar mesmo? Preciso? Vale a pena o preço que estou a pagar? – estas são algumas das perguntas que devem fazer antes de comprar. Às vezes, com roupa, as compras são muito por impulso – porque está barato, é uma promoção “leve 3 pague 2”, aquela pessoa também tem, é bonito demais – mas têm de valer a pena, porque se não vamos usar assim tanto ou nem temos algo com que usar, para quê trazer? O mesmo se pode aplicar, de forma semelhante, a outros artigos!

5. Não gastar mais do que ganho

Simples! O mesmo se aplica, no caso de não trabalharem, ao dinheiro que têm disponível. É preferível gastar em experiências do que em bens – até porque encher a casa de coisas sem utilidade não é nada agradável e ter para dizer que se tem … ainda menos!

Extra: Em relação a produtos de beleza, cosméticos, higiene e semelhantes – apenas comprar se já tivermos o artigo corresponde a acabar! Assim evitam acumular produtos e ter vários duplicados, até porque, nestes casos, há, muitas vezes, prazo de validade a respeitar.

Seguem alguma regra para fazer as vossas compras? Partilhem 🙂