Kit de Maquilhagem Simples e Cruelty-free 🐰

Olá 🙂

Há uns 2 anos fiz um post em que vos mostrava um kit de maquilhagem simples por 25€ [aqui]. Por coincidência a maioria das coisas eram cruelty-free, no entanto, na sequência dos posts que faço em que vos mostro várias alternativas cf de vários tipos de produto, hoje, decidi transformar aquele kit de maquilhagem num igualmente simples [mesmo tipo de produtos], mas totalmente cf. A ideia é mostrar mais variedade de marcas e que conseguem ter igualmente boa maquilhagem. Vamos lá 🙂

[As imagens não são da minha autoria, fontes nos links abaixo]

cruelty free makeup kit

  1. BB Cream: Daily protection BB cream SPF 30 • Kiko • 9.95€ • aqui
  2. Máscara de pestanas: Máscara ousada curva e levanta • quem disse Berenice? • 8.90€ • aqui
  3. Paleta de olhos: Chocolat Bar • Too Faced • 46.95€ • aqui
  4. Lápis de olhos: Lápis para olhos • Essence • 1.89€ • aqui
  5. Eyeliner: Glam and Doll back eyeliner waterproof • Catrice • 3.79€ • aqui
  6. Kit de contorno: Ultra sculpt and contour • Makeup Revolution • 4.30€ • aqui
  7. Batom: Velvet Touch • Gosh • 7.99€ • aqui

Algumas das coisas que vos mostro aqui estão em desconto, por isso, se estiverem interessadas/os aproveitem 😉

Anúncios

Artigos Novos e Usados … e com Desconto! ⚠

Olá 🙂

Como sabem sou apologista de darmos/vendermos/doarmos aquilo que não usamos e que está em casa apenas a ocupar espaço. Há muita gente que daria uma melhor vida a esses artigos que realmente ia usar, por isso, mais vale contribuir com a nossa parte e ficamos todos satisfeitos. Além disso, contribuímos para a diminuição de lixo nos aterros e, no caso das roupas, contribuímos para a diminuição na compra de artigos de fast fashion, o que é sempre um plus. Posto isto, decidi, mais uma vez, vir falar-vos dos artigos que tenho no Olx e oferecer-vos um código de 10% de desconto (sobre o valor da compra) se disserem que são seguidoras/es do blog ou apresentarem o código “LittleOne”.

No meu Olx, podem encontrar artigos novos e usados de todo o tipo, feitio e tamanho … literalmente   Tenho roupa e calçado para os dois géneros, desde criança a adulto, acessórios, maquilhagem, bolsas, mochilas, brinquedos, livros, tecnologia, entre outros. Aqui têm alguns exemplos do que podem encontrar nestes links:

 ♦ Aqui & Aqui ♦

Visitem e mandem mensagem se precisarem, lá vos espero 😉

 

Como Organizava o Estudo no Secundário 📖

Olá 🙂

Já por várias vezes vos falei de como me organizo na universidade (material, preparar e organizar o estudo), mas nunca vos falei sobre a forma como estudava no secundário e é possível que, muitos de vocês, estejam nessa fase e precisem de uma mãozinha, caso a forma como estudam não esteja a ser a mais eficaz. Funcionava comigo e se estão a precisar de mudar a vossa rotina porque algo não está a correr bem podem tentar adaptar as dicas que vos dou hoje.

77fc08253ea661f5eea2c341d3ebc180
fonte

⋅ Material ⋅

Para cada disciplina, para além dos livros, tinha um caderno de argolas – tão simples assim [excluindo disciplinas tipo educação física ou visual que têm material específico]. O material de escrita era o mesmo que uso na faculdade, mas em maior número porque a pessoa tinha canetas de todas as cores possíveis  À parte tinha ainda folhas soltas para fazer os resumos.

⋅ Como me organizava? 

1 Calendário: dá muito jeito terem um calendário no sítio onde estudam/têm o material de estudo para apontarem os testes e não andarem perdidos. Apontem os testes no início do caderno e no calendário [têm um exemplo aqui].

2 Aulas: digam o que disserem se estão atentos nas aulas vão sempre acabar por poupar tempo em casa – se eu percebo como resolver equações na aula não preciso de chegar a casa e perder 1h a aprendê-las na net ou pedir ajuda a Deus, easy. Além disso, se não percebem não perdem nada em perguntar logo no momento – mesmo que não o queiram fazer em frente a todos, vão no fim falar com o professor ou até um colega que tenha percebido. Não deixem arrastar!

3 Apontamentos: não, não vos estou a dizer que precisam de escrever tudo o que a prof diz, no way! [têm tempo para fazer isso na faculdade, snif] Analisaram um problema em português? Escrevam ao lado o significado. Não perceberam como se resolve aquele tipo de equação à primeira? Escrevam a explicação da prof ao lado e sempre que se esquecerem têm lá. A prof disse que isto é importante ou sai sempre uma pergunta sobre isto no teste? Apontem! Coisas simples assim, mas que vão fazendo a diferença ao longo do ano.

4 Trabalhos de/em casa: no básico ainda os têm e devem fazê-los por razões óbvias – sejam espertos e entendam que é mais um passo a caminho de menos uns minutos a pedir ajuda a Deus quando forem estudar para o teste   No secundário, não é assim tão linear – começam a precisar de ser mais autónomos. Um exemplo: lembro-me que trabalhos de casa não tinha muitos, mas em Físico-química a prof dava um conjuntos bíblia de exercícios sobre a matéria para treinar para exame/testes. Sejam finos e, à medida que vão dando a matéria, vão fazendo os exercícios – quando chegarem ao teste/exame já treinaram muito e podem rever a resolução dos exercícios. O mesmo se aplica a outras disciplinas.

5 Resumos: ao contrário do que acontece agora na faculdade devido ao volume de matéria, na escola sempre fiz resumos e é uma ajuda imensa! X tempo antes do teste ou à medida que ia dando matéria [já não me lembro bem, mas a 2ª opção é melhor!] ia fazendo os resumos do que ia dando. Não só ajuda a relembrar a matéria, como quando forem estudar para o teste em vez de terem 40 páginas do livro têm meia dúzia de páginas de resumo e isso, mentalmente, também é um incentivo.

Não precisam de ser perfeitos ou o melhor, muito menos de deixar de fazer a vossa vida para se matarem a estudar [não se esqueçam que saúde física e mental também é importante!], mas podem beneficiar bastante ao introduzir este tipo de coisas na vossa rotina. Eu sempre tive tempo para tudo e lá me ia organizando assim – you go folks! 😉

7 Formas Simples de ser mais Amigo do Ambiente em Viagem ✈

its just one straw
Fonte

1 Leva a tua própria garrafa de água reutilizável: quando chegares basta comprares um garrafão e ir reenchendo para andar sempre contigo.

2 Leva 1ou 2 sacos de compras reutilizáveis: basicamente não ocupam espaço na mala e, assim, não precisas de utilizar os sacos de plástico do supermercado.

3 Recusa o máximo de sacos de plástico: quer sejam sacos de lojas de souvenirs, por exemplo, ou mesmo sacos de fruta/legumes no supermercado. Para substituir estes últimos podes levar os teus próprios sacos reutilizáveis – e vamos ser sinceros: não é preciso um saco para levar uma maçã ou um cacho de bananas.

4 Compra os bilhetes online sempre que possível – bilhetes de metro, visitas a museus, excursões (…). Normalmente, são mais baratos, não tens que esperar em fila, não há tanto a possibilidade de os perder [visto que ficam no telemóvel] e é mais um bocadinho de papel que poupamos.

5 Anda a pé ou utiliza os transportes públicos sempre que possível: primeiro, são opções mais baratas e menos poluentes. Há, ainda, muitas cidades onde podem comprar um passe para viajar durante x dias em qualquer transporte quantas vezes precisarem. Já andar a pé vai permitir conhecer melhor os cantos à cidade, descobrir lugares novos e é sempre uma nova aventura.

6 Recusar palhinhas: esta já é da praxe. As palhinhas não são recicláveis e vão diretamente para o lixo, onde acabam por ir parar aos mais variados sítios, inclusive a barriga de muitos animais marinhos, como tanto tem aparecido nas redes sociais. Em alternativa podem sempre levar a vossa palhinha reutilizável de casa se a tiverem.

Se vos for permitido nas condições em que estão: reciclem sempre que possível!

É tão simples assim. Fácil, não é? 🙂

Five Years from Now | Livros que Li nas Férias #2 📚

Olá 🙂

Já vos falei do primeiro livro que li durante o Verão [aqui] e agora é a vez do segundo e o meu preferido, sem sombra de dúvidas!

five_years_from_now
“Five years from now” by Paige Toon

“What if you met the right person at the wrong time?
 Nell and Van meet as children when their parents fall in love, but soon they are forced worlds apart. Five years later, they find each other.  Their bond is rekindled and new feelings take hold, but once again they must separate. For the next two decades, fate brings Nell and Van together every five years, as life and circumstance continue to divide them. Will they ever find true happiness? And will it be together?

Vou começar por dizer que escolhi este livro totalmente de olhos fechados: não li resumo, não sabia a história e até pensei que provavelmente não ia gostar porque seria demasiado romance para mim. Pronto, já todos descobrimos que estava completamente enganada!

Five years from now conta a história de duas crianças que se conheceram aos 5 anos, pois os pais começaram a namorar. Rápido se tornaram os melhores amigos e, apesar de uma tragédia os ter separado, mantiveram-se em contacto até ao seu próximo reencontro, onde tudo começou a mudar – e aqui, sim, vocês podem ter a certeza que não vão querer parar de ler! Cada capítulo do livro tem um título que vai de cinco em cinco anos, sendo que cada um conta os encontros e desencontros da vida de Nell e Van ao longo dos anos. Literalmente, vão vamos vê-los crescer e sentir todas as emoções com eles – desde crianças a brincar no barco até adultos com filhos!

Adorei este livro! Li-o em menos de 5 dias [de praia e piscina ;)] e não o conseguia largar. Cheguei ao ponto de chegar a casa depois da meia noite e ficar a ler até tarde, sabendo que tinha que acordar cedo no dia a seguir ou de me arranjar mais rápido só para poder ir ler antes do jantar. Ao contrário do que pensava não é um romance lamechas, é mesmo um retrato da vida real feito da melhor forma que nos leva numa montanha-russa de emoções que nem nós sabíamos que conseguíamos sentir através de um livro [acreditem, cai a lágrima!]. É a coisa mais bonita que li até hoje e ultrapassa qualquer romance – mesmo porque não é um romance, é a vida e, por vezes, injusta.

O livro em si tem capítulos grandes, mas lê-se muito bem. Está muito bem escrito e todas as reviravoltas são imprevisíveis e acho que isso nos prende ainda mais, pois vamos querer saber o que vem a seguir.

Por favor, leiam! É uma história mesmo bonita que nos deixa tirar algumas lições dela, deixa-nos a pensar. Vá, leiam 

‘One day, maybe five years from now, you’ll look back and understand why this happened…’

 

*Estou a vender este livro, por isso, se alguém estiver interessado é só enviar email :)*

A Monster calls | Livros que Li nas Férias #1 📚

Olá 🙂

Durante o ano, não me dedico demasiado a ler, visto que com a confusão das tarefas da universidade acabo por, muitas vezes, fazer interrupções grandes na leitura, coisa que não gosto. No entanto, no Verão tenho lido sempre, pelo menos, um livro e tem de ser em Inglês, requisito obrigatório. Este ano não foi exceção e li dois livros entre horas de papo para o ar 😉

a_monster_calls
“A monster calls” by Patrick Ness

“Conor has the same dream every night, ever since his mother first fell ill, ever since she started the treatments that don’t quite seem to be working. But tonight is different. Tonight, when he wakes, there’s a visitor at his window. It’s ancient, elemental, a force of nature. And it wants the most dangerous thing of all from Conor. It wants the truth. 
Patrick Ness takes the final idea of the late, award-winning writer Siobhan Dowd and weaves an extraordinary and heartbreaking tale of mischief, healing and above all, the courage it takes to survive.”

Este livro conta a história de Conor, um menino cuja mãe sofre de cancro e que é visitado todas as noites por um monstro que lhe conta histórias que dão a entender a dura verdade do mundo em que vivemos. No entanto, este planeia que a última história seja contada por Conor, o que faz com que ele tenha que desvendar os seus sentimentos [e de que maneira!] relativamente à situação da mãe e enfrentar/admitir a dura realidade. Com isto somos levados num misto de emoções sentidas pela personagem principal e confesso que, pela forma como tudo nos é transmitido, até sofremos com ele!

Sou uma pessoa que gosta de ler livros mais reais, pelo que, óbvio, um monstro não vai, de facto, aparecer a nenhum miúdo para o ajudar a enfrentar a situação difícil em que ele está e isso acabou por ser um bocadinho de turn off para mim. No entanto, acho que o livro retrata e transmite muito bem a realidade de uma criança que está na situação de Conor que tem uma mãe doente e não sabe bem lidar com isso e aceitar determinadas coisas [têm que ler o livro para saber ;)]. Confesso que pela forma como está escrito, acaba por nos prender no meio das histórias do monstro e atitudes de Conor e faz-nos querer saber, pelo menos, qual é a última história e o sonho que Conor tanto esconde.

Em termos de leitura o livro lê-se bem, não é maçador e os capítulos não são grandes, o que ajuda.

No próximo post falo-vos do segundo livro que li, o meu favorito! Stay tuned!

Já alguém leu este? 🙂

*Estou a vender este livro, por isso, se alguém estiver interessado é só enviar email :)*

Simple & Autumnal Phone Backgrounds 🍂

Olá 🙂

Já não vos trazia ideias para backgrounds há bastante tempo e, como sabem, de vez em quando lá me dá para mudar os ares do telemóvel, por isso, porque não dar-vos ideias? 😉 Visto que o Outono já chegou [apesar de vir devagar], decidi mostrar-vos alguns wallpapers simples, mas bonitos alusivos a esta época 🙂

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6

Podem encontrar as fontes para as fotografias nestes links acima 🙂

Já escolherem qual vai ser o vosso? 🙂