Bao’s – Taiwanese Burguer 🍴

Olá 🙂

2018 acabou cheio de comidinha boa e 2019 começou assim também 😉 Decidimos ir provar algo diferente ao Bao’s Taiwanese Burguer, na Rua de Cedofeita (Porto). Podem ver o que encontram por lá aqui e consultar o menu, localização e fotografias. O espaço é bonito, pequenino [mas tem outro andar que não vi], confortável e tem muitas animações fofinhas alusivas àquilo que lá podem comer. Para além disso, o  serviço foi bastante rápido e tem opções veggie. É pena que façam tanto lixo desnecessário mesmo para quem come no restaurante – vem tudo em recipientes descartáveis.

bao_taiwanese

Fomos três e pedimos para cada uma de nós um Bao + bebida + batatas e duas sobremesas para dividirmos entre nós. Posto isto, pedimos:

  • 2x Chicken Bao – 2x 4.50€
  • Pulled Pork Bao – 3.90€
  • 2x Fries 101 – 2x 3.50€
  • Batata Doce – 3.50€
  • Água – 1€
  • 2x Bobba Tea – 2x (? not sure)
  • Peanut Ice Cream Bao – 3.50€
  • Chococolat Salted Caramel Tart – 3€

Total = ~12.80€ por pessoa (para 3 pessoas)

Escolhi o Chicken Bao e gostei! O bun é bastante fofinho e, apesar deste bao ter amendoim [o que para mim seria um big no no meio desta mistura], até achei que ficava bom. Apenas acho que o frango devia vir num tamanho mais comestível, uma vez que o que vem é um bocado grande e, portanto, difícil de comer sem parecer uma criança de 5 anos Fries 101 = heaven mesmo! Experimentei o Bobba tea por ser algo de que sempre ouvi falar maravilhas: as bolinhas realmente adicionam ali algo diferente à bebida que não temos nas outras – rebentam na boca para libertar “sumo” do seu interior. A bebida em si é uma espécie de ice tea, mas nada do outro mundo [um bocadinho menos doce não fazia mal, mas é bom e bebe-se bem].

Sobre as sobremesas: o Peanut Ice Cream Bao é literalmente um bun frito com uma bola de gelado de manteiga de amendoim por cima. Muito bom, principalmente para quem adora amendoim [é literalmente ao que sabe ]. No entanto, estava mais de olho na Tarte de Salted Caramel que acabou por me desiludir . A parte do chocolate e caramelo era muito boa, mas a parte da “massa” … nhé. Sabe a tanta coisa ao mesmo tempo que nem sabia descrever, mas não gostei muito. Acabamos por nos aperceber que sabia a pretzel e acho que foi isso que deixou o sabor mais estranho. Digamos que não é para todos os gostos.

Alguém já lá foi? Se quiserem experimentar algo diferente é uma boa opção 🙂

Anúncios

Nailed it! |116 Atrevida 💅

Olá 🙂

Era suposto estas terem sido as minhas unhas de Natal e este post ter saído quando? Exato, por volta do Natal  Nos entretanto o trabalho meteu-se no caminho e venho mostrar-vos agora 🙂

Base Coat Cliché 3 em 1   [CF 🐇]

Vermelho Cliché, 116 Atrevida   [CF 🐇]

Creme Golden Rose, 117

Top Coat Kiko 3 in 1 Shine nº100   [CF 🐇]

Fita colorida Ebay

Sobre o verniz já vos falei aqui, por isso, o post de hoje é mais para vos dar inspiração se vos apetecer fazer algo igual ou parecido 🙂

Para as unhas vermelhas: base coat + 2 camadas de vermelho + top coat

Para as unhas com efeitos: base coat + 2 camadas de verniz creme → Deixar secar muito bem (deixei de manhã para a tarde) → Colar as tirinhas de fita-cola na unha + cortar bem na ponta com uma tesoura ou corta unhas + Top coat

Sobre as tirinhas: desenrolo um bocadinho da fita-cola (suficiente para cobrir a área que eu quero), coloco diretamente na unha e corto o excesso. Tentem cortar as fitas o mais rente possível ao fim da unha. Caso fique um bocadinho de fora, andar a tocar em tudo acaba por começar a puxar a fita e ela sai com mais facilidade.

O que acharam? 🙂

 

 

5 Documentários que Eu Já Vi e Tu Também Devias 🎞

Porque saber um bocadinho mais sobre as coisas e ser informado não custa nada e só ganhamos com isso, hoje, trago-vos 5 documentários que já vi e vos aconselho a ver também. Vamos lá tornar-nos um bocadinho mais conscientes juntos 🙂

1. Before the Flood (2016)

Before_the_Flood_(2016_documentary_film)_poster

 

IMBD: 8.3/10 | Trailer

Poderemos agir antes do dilúvio? – “A look at how climate change affects our environment and what society can do to prevent the demise of endangered species, ecosystems and native communities across the planet.”

 

 

 

2. A Plastic Ocean (2016)

MV5BMTk5MTU0MTA2OF5BMl5BanBnXkFtZTgwMzQ3MjQ5MDI@._V1_

IMBD: 8.0/10 | Trailer

“A PLASTIC OCEAN begins when journalist Craig Leeson, searching for the elusive blue whale, discovers plastic waste in what should be pristine ocean. In this adventure documentary, Craig teams up with free diver Tanya Streeter and an international team of scientists and researchers, and they travel to twenty locations around the world over the next four years to explore the fragile state of our oceans, uncover alarming truths about plastic pollution, and reveal working solutions that can be put into immediate effect.”

 

3. What the health (2017)

MV5BYWU3ZTk1ZDgtNTFlOC00MGRjLWFiZmQtYmI0Y2JjMmI5YTBkXkEyXkFqcGdeQXVyNzI5MjI4MTc@._V1_

 

IMBD: 7.8/10 | Trailer

“An intrepid filmmaker on a journey of discovery as he uncovers possibly the largest health secret of our time and the collusion between industry, government, pharmaceutical and health organizations keeping this information from us.”

 

 

4. Minimalism: A documentary about the importance of things (2015)

MV5BMTkwNzU1OTEzNV5BMl5BanBnXkFtZTgwODY5NzA3NTE@._V1_

 

 

IMBD: 6.7/10 | Trailer

“How might your life be better with less?”

 

 

 

 

5. The True Cost (2015)

220px-The_True_Cost

 

IMBD: 7.7/10 | Trailer

“The True Cost is a documentary film exploring the impact of fashion on people and the planet.”

 

 

 

Tirem algum do vosso tempo para investir em conhecer mais sobre algo que seja do vosso interesse. Estes são os documentários que eu vi nos últimos tempos e acho que todos devíamos ver para, pelo menos, estarmos informados sobre a realidade que nos rodeia [ou que tanto nos tentam esconder], mas existem muitos mais e sobre os mais diversos assuntos.

A minha jornada pelos documentários continua em 2019, aconselham algum para eu começar? 🙂

 

Os Mais Vistos de 2018 🎉

Olá 🙂

Como sempre o ano passou a correr e, quando dou por ela, lá se foi metade do meu último ano de faculdade, continuo com 1.50m e a vida adulta está-me a sugar o juízo. Who would have thought?  Saio deste ano com a certeza de que, apesar do meu metro e meio, cresci muito porque A maior jornada que fazemos é dentro de nós.

Escolhi estas duas imagens/mensagens para lerem no fim deste ano e para levarem convosco para o próximo. Vamos tentar ser melhores. Ser mais simpáticos. Não nos comparar tanto aos outros. Não tentar ser melhor do que os outros. Ver o copo meio cheio e relativizar sempre que possível. Trabalhar em nós próprios. Investir nos que nos rodeiam e tanto nos ajudam. Prestar atenção quando o outro precisa. Deixar para trás os que traz negatividade. Investir mais em nós próprios e naquilo que gostamos.

Fonte | Fonte

Agora sim, vamos lá aos Mais Vistos de 2018:

1. 2 Formas eficazes de alargar sapatos de camurça

2. Dicas e Truques para fazer depilação com cera roll-on em casa

3. 13 Formas de Preencher um Caderno em Branco

4. Novo Gel de Limpeza Detox | Bioten 

5. Review | Clear-up strips putificantes Nivea vs Bandas para limpeza de poros My Label

>Os leitores que mais visitaram o blog são do Brasil, Portugal, Estados Unidos, Canadá e Reino Unido 🙂

 

Have a lovely year 

BOP | O que a Pessoa Almoçou no Aniversário 🎉

Olá 🙂

Fiz anos em Novembro e quem me conhece sabe que o meu aniversário, na maior parte das vezes, parece um casamento cigano [porque vou festejando no dia .. depois com amigos … depois com família e com isto lá vai um tempinho] 😅  Este ano calhou a uma segunda-feira e decidi ir almoçar ao BOP, no Porto [perto da Trindade]. Podem encontrar o menu, tabela de preços e fotografias daquelas delícias no Zoomato [🚨 warning: food porn].

bop_hamburguer

O espaço, apesar de ser pequenino e ter pouca luminosidade [propositada], tem um ambiente muito calmo a agradável. Overall, é muito cozy, gostei bastante 🙂 Os hambúrgueres são feitos para terem aquele estilo típico americano, são servidos nos típicos cestinhos vermelhos e com um aspeto super delicioso e apetecível. Dentro das milhentas opções, têm, também, opção veggie.

Optamos por pedir 2 hambúrgueres com 2 tipos diferentes de batatas a acompanhar, onion rings e limonada para beber 😍

bop

  • Hambúrguer Chick Flick – 7.90€
  • Hambúrguer Satans Finest – 9.90€
  • Batatas fritas Cheese – 1€
  • Batatas fritas Satan – 1€
  • Limonada – 1.30€
  • Onion rings – 3.50€

Total = 25.90€ | 12.95€ por pessoa (para 2 pessoas)

Os hambúrgueres vieram muito bem recheados e eram absolutamente deliciosos – de comer e chorar por mais mesmo! [Um deles tinha queijo panado, I mean…yees!] As batatas eram verdadeiras [ponto muito positivo!] e, mais uma vez, absolutamente deliciosas. As minha preferidas foram as …, mas as outras também eram muito boas [se gostam muito de queijo são as indicadas]. A limonada era verdadeira também [não era concentrado]: vi quem adicionasse açúcar, mas para mim estava muito boa simples. Já os onion rings foram os melhores e, provavelmente, mais autênticos que já provei: a cobertura era grossinha e estaladiça e a cebola tinha o “tamanho” perfeito.

Saí de lá a rebolar, mas bem satisfeita 😆 Escusado será dizer que à noite não tinha tanta fome como o normal, mas ainda assim comi um prato de canja que dava para duas pessoas 😅

Já experimentaram? Que mais sítios recomendam? 🙂

Nailed it! | Risqué, Uva 💅

Olá 🙂

A pessoa anda a pintar as unhas mais vezes? Anda, pois! Nada como pintar e deixar secar enquanto se está no computador a escrever para a tese. Funciona que é um mimo! 😆

Bem, hoje venho falar-vos de um verniz muitooo velhinho com que decidi ficar quando fiz a minha arrumação dos vernizes [aqui]: Uva da Risqué. Tenho ideia que a marca já não é tão famosa por aqui quanto era há uns bons anos, mas a minha mãe tinha vários vernizes da marca e este foi um dos que eu resgatei.

 

Base Coat Cliché 3 em 1   [CF 🐇]

Vermelho Risqué, Uva   [CF  No ☠]

Top Coat Kiko 3 in 1 Shine nº100   [CF 🐇]

Como já é habitual, passei uma camada de base coat, duas do verniz vermelho e uma de top coat. No entanto, talvez não consigam perceber bem pelas imagens, mas há zonas em que o verniz está mais transparente, logo, preferia ter usado três camadas para ficar totalmente opaco. Isto deve-se ao facto da fórmula do verniz em si ser um bocadinho “aguada”/transparente.

A aplicação foi fácil e o pincel é adequado.  Em relação à duração, estava à espera que não fosse muito bom, uma vez que já é um verniz velhinho. No entanto, durou tanto ou melhor do que alguns dos vernizes novos. Por ser uma cor escura a cor na ponta da unha começa a desvanecer por tocar em tudo e mais alguma coisa, tal como podem ver na imagem que já não é do primeiro dia. De resto, a cor manteve-se intacta e só descascou uma pontinha após 5 dias! Ainda assim, andei com ela uma semana e um dia à vontade. Muito bom, não?

Tenho alguma curiosidade em saber como estão os vernizes da marca neste momento, no entanto, não sei se ainda vendem em Portugal e não são cruelty-free, por isso passo a oportunidade.

Quem ainda se lembra quando esta era a marca in para unhas? 😄

O que me Motiva a Treinar? #2

Olá 🙂

Sim sim, eu já fiz um post exatamente sobre o mesmo [aqui]. No entanto, há uns tempos, quando fui fazer exercício, voltei a pensar no mesmo e a verdade é que, venha o que vier, a minha motivação reduz-se sempre a duas coisinhas só e, isto sim, é mesmo o que me tira o rabo do sofá:

87e926265289f24444a992d89c7c7b52
Fonte

1 Por mais que a vontade seja nula, eu esteja presa à cama ou a pedir a uma perna para mexer a outra, a verdade é que eu sei que se eu for venho sempre a sentir-me bem! A sério, é tiro e queda! É preciso determinação e força de vontade para sair? Sim! Custa? Sim! Mas eu sei que me vou sentir ainda melhor quando chegar, nem que vá só fazer a minha caminhada, e isso vale a pena. Já para não falar que eu vou caminhar para  a beira rio e isso enche-me logo o coração.

2 Estando na faculdade passo muito tempo sentada, quer nas aulas, quer a trabalhar/estudar. Ora, isto quer dizer que a mobilidade é pouca, que o sangue quase se esquece de circular e os músculos nem se lembram bem como é andar *exagerando*. Quem me conhece sabe que isto me faz imensa confusão! Não nos mexermos é das piores coisas que podemos fazer ao nosso corpo e das primeiras a conseguir causar-nos problemas sérios. Para vos dar o meu ponto de vista sobre isto precisava de bem mais do que um post, por isso, vamos resumir este ponto a: saúde física. E não estou a dizer isto porque é cliché, faz-me mesmo comichão e se há coisa que me faz tirar o rabo do sofá é ter-me mexido muito pouco durante o dia porque saúde, trust me!

1+2 Saúde mental – é um bocadinho uma junção dos anteriores, mas merece o seu próprio lugar. É uma coisa muito poderosa e de que muita gente se esquece. Quando digo que quando faço exercício me sinto melhor, sinto-me melhor de várias formas e esta é uma delas. Nada como ir meter as ideias no lugar, falar para nós próprios, entendermo-nos, esvaziar a cabeça ou meter cada assunto na sua caixinha. Mais uma vez, como vou para a beira rio e estou rodeada de espaços verdes, ir fazer exercício é quase como se fosse também uma terapia e devo-vos dizer que é bastante agradável! Aliás, quando estou a ter um dia Não das coisas que sei que me ajudam uma delas é isto mesmo.

“Ana vais-te sentir melhor” ou “Ana ainda não te mexeste nada hoje” são, sim, as minhas principais motivações para tirar o rabo do sofá. Quais são as vossas? 🙂