Óleo Essenciais e a Oleosidade | A Minha Experiência 💁‍♀️

Se costumam ver as reviews que para aqui andam sabem que tenho pele mista e quando preciso de um creme para a cara procuro sempre um que tenha efeito sobre a oleosidade da pele. Nunca estou à espera que o creme faça algum milagre, mas, pelo menos, se ajudar já fico contente. Já há bastante tempo, numa das minhas pesquisas pela blogosfera e grupos de Facebook, deparei-me com os benefícios do uso de óleos essenciais na cara mesmo para peles oleosas. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa e seria intuitivo, o uso de óleos numa pele oleosa não a deixa mais oleosa, antes pelo contrário! De forma muito simples, o uso destes óleos sobre a pele vai fazê-la entender que já não precisa de produzir ainda mais óleo para estar bem e, portanto, “controlar” a oleosidade produzida. 

ec48f987bf81c22fc78e7a6a6b38e95e
Fonte

Decidi arriscar e comecei por pesquisar quais os óleos essenciais que seriam mais adequados para o meu tipo de pele e “problemas” que queria tratar. Optei por comprar na Plena Natura:

> Óleo de Jojoba [250ml 4.60€]:  bom para rugas, manchas, acne, cravos, aspereza, ressecamento, proteção, drenagem. “Porque tem uma composição química muito próxima do próprio sebo da pele, diz-se que a “engana” impedindo-a de produzir mais óleo, o que o torna excelente para aplicar no rosto e diminuir naturalmente o excesso de brilho das peles oleosas”.

> Óleo de Garínha de uva [60ml 4.80€]: vitamina E, proteção UV, melhora sinais de excesso de sol, anti inflamatorio, ajuda a remover pontos negros.

> Óleo de Lavanda [30ml 4.30€]: anti-sético, anti-bacteriano, evita infeções, ajuda a diminuir manchas e cicatrizes e limpar poros em profundidade.

> Óleo de Tea tree [10ml 2.60€]: anti-fúngico, anti-bacteriano, seca acne, diminui marcas e cicatrizes.

• Como é que os uso? •

• Enchi um fraquinho com borrifador de 100ml com água e coloquei ~20 gotas de óleo de lavanda e ~20 de óleo de tea tree. De manhã quando me lembro, depois de lavar a cara, borrifo 3 ou 4 vezes e deixo secar. 

• Os óleos de jojoba e semente de uva uso todos os dias à noite alternados: de cara lavada, molho a ponta do dedo no óleo, espalho/massajo bem pela cara e não fica oleosa! Se me esquecer, coloco de manhã sem qualquer problema.

• Sempre que sinto que a minha pele está a pedir creme passo um bocadinho de óleo, tal como faria à noite.

2/3 gotinhas go a long way! Se não exagerarem na quantidade que colocam, o óleo é absorvido facilmente e não sentem que ficam com a pele oleosa ou brilhante.  

• Funciona? •

Primeiro de tudo, nunca senti a minha pele mais seca ou mais oleosa por substituir o creme pelos óleos essenciais. De manhã sinto-a sempre hidratada e macia e, durante o dia, sinto mesmo que o óleo cria uma camadinha hidratante na pele.

Sobre a oleosidade: funcionou mesmo! Reparei isto, especialmente, num destes dias de calor em que fui à praia e estive um tempão ao sol. Normalmente, isso seria um bom trigger para eu ir para casa e sentir logo o nariz oleoso [é o sítio onde noto logo], mas ia no comboio e reparei logo que isso não aconteceu. Nos dias seguintes a mesma coisa e até hoje estou contente com a minha pele assim, oleosidade controlada! 🙂 Continuo a considerá-la uma pele mista/oleosa? Sim, mas já estou a conseguir domá-la e já nem sei o que é oleosidade há uns bons tempos 😉

Já conheciam a magia dos óleos essenciais? 🙂

*Caso queiram optar por começar a usar óleos informem-se bem antes!*
Anúncios

Produtos Acabados #5 🗑

empies1

Gel de Limpeza Detox | Bioten | 3.83€, Jumbo: falei-vos das características deste gel mais em detalhe quando o comprei – aqui. Ele cheira muito bem e deixa a pele limpa e macia, livrando-se da oleosidade [o que não quer dizer que a pele deixe de ser oleosa, atenção]. Ajuda a retirar a maquilhagem [a pouca que uso] e, na maioria das vezes, não deixa a sensação de pele repuxada. Senti isso algumas vezes, não sei se por características do gel ou mesmo da minha pele [é normal que se comporte de formas diferentes dependendo dos dias e tempo]. Uma bolinha do tamanho de um feijão é suficiente e, por isso, durou-me 8 meses e uma semana: tendo em conta que o comprei em desconto por 2.59€ = 0.32€/mês. CF: 🐇

Creme de Corpo Perceive | Avon: recebi este creme num sorteio e esperei até que o antigo acabasse para o usar. O cheiro dele é muito bom e, por alguma razão, faz-me lembrar da praia. Faz bem o seu trabalho de hidratação, é bem absorvido [não nos deixa demasiado pegajosas/os]. e tem uma boa consistência para espalhar [é um bocadinho mais líquido do que os da Nivea]. Overall, é um bom creme, mas daria preferência ao que estava a usar antes [marca Nivea, falo dele aqui]. É possível que já não o encontrem em catálogo porque ele já tem bastante tempo. CF: No ☠

empties2

Creme de rosto Skninnergy ‘break free!’ | Bioten | ~5€, Continente: escolhi este creme na procura por um creme de rosto cruelty-free e com SPF e este preenchia bem os meus requisitos. Não tem parabenos, parafina ou corantes e tem extrato de guava 100% natural. É indicado para peles oleosas e protege a pele do sol com SPF 15. Ele tem um cheirinho bem refrescante e uma boa consistência para espalhar, não deixando a pele pegajosa. A absorção não é imediata, mas também não demora demasiado tempo. Senti que hidrata a pele 24h como promete e, tal como os cremes que usei até hoje que ajudam com a oleosidade, este ajuda, sim, um bocadinho com a oleosidade, mas não faz milagres I wish. CF: 🐇

Creme de mãos ‘Purely pumpering hand cream’ | Dove | ~3/4€, Continente: gostei muito deste creme de mãos e já era a minha segunda embalagem. Cheira muito bem, hidrata e absorve facilmente, o que nos permite ir logo fazer a nossa vida depois de o aplicar. CF: No ☠

Creme de mãos ‘Nutritivo smooth’ | Nivea: sempre gostei dos cremes da Nivea e os gabei pena não serem CF, por isso, este não foi exceção. É um creme travel size que andou muito tempo na minha mala. Tem o cheiro típico dos cremes Nivea e faz muito bem o seu trabalho. Espalha e absorve facilmente. CF: No ☠

Alguns destes produtos faziam parte dos duplicados que andavam aqui por casa, mas aos bocadinhos estamos a acabar com eles. Já todos, exceto o creme de corpo [ainda tenho outro para usar], têm um substituto cruelty-free à espera de ser usado e isso já é um bom passo na direção certa 😉

5 Dicas para Diminuir o Stress durante a Semana 💆‍♀️

Olá 🙂

Esta semana numa visita ao Bloglovin’ li o post da Melanie do That Girl onde ela nos mostra 5 hábitos para termos uma semana menos stressante. Achei que era mesmo boa ideia partilhar algumas dicas com pequenas coisas que podemos ir fazendo para não deixar o stress apoderar-se de nós, por isso, decidi partilhar as minhas 5 dicas:

 

338ff15a35dcc89634bd54c3235bec75
fonte

1 “Cluttered space, cluttered mind”

Eu acredito mesmo neste lema até porque já, várias vezes, se refletiu no meu dia-a-dia. Às vezes, bastam meia-dúzia de coisas fora do sítio e algo que nos incomoda e está o caldo entornado. Nestas situações, a confusão traz-me um bom bocado de ansiedade e deixa-me inquieta, por isso, eu sei que se for arrumar cada coisinha no seu sítio me vai ajudar … e ajuda 🙂 Simples: cada vez que pegam numa coisa, voltem a pô-la no sítio + tirem sempre uns minutos para pôr cada coisa no seu lugar [mesmo que tudo se torne numa arrumação no meio da desarrumação ;)]. Leiam aqui.

2 Preparar com antecedência

Seja colocar tudo na bolsa para ir trabalhar, preparar a pasta, a marmita ou pensar no que vão vestir. Se deixarmos as coisas prontas [ou pensadas, no caso da roupa], na manhã seguinte não só não precisamos de nos levantar tão cedo, como não vamos precisar de andar a correr. Menos correria e stress logo de manhã > Menos *probabilidade de* stress no resto do dia.

3 Não ficar fechada/o 

Não ficar fechada/o na universidade, no trabalho ou em casa o dia todo – basicamente, não ficarem o dia todo dentro das mesmas 4 paredes. Com isto não quero dizer que devam faltar às aulas ou ao trabalho, mas sim tirar uns minutos para vir cá fora respirar, mexer o corpo, desligarem-se do ambiente em que estavam e até falar com uma amiga/o – nem que isto signifique apenas aproveitar mais o caminho até casa. Diria que isto se aplica bem a quem tem de ficar por casa, por exemplo, a estudar.

4 Organizar as ideias de forma visual

Muitas vezes, o stress vem da quantidade de coisas que temos para fazer e nem sabemos por onde começar. Uma coisa que me ajuda [e faz a diferença] é colocar as ideias em papel [ou no computador], ou seja, fazer uma lista de tarefas para aquele dia ou semana para ter tudo organizado e feito a tempo. Assim, temos uma ideia visual e bem definida daquilo que precisamos de fazer, podemos definir ordem de prioridade a cada tarefa e vamos vendo as coisas a serem progressivamente feitas.

5 Abrandar ao fim do dia e dormir bem

Eu sei que isto parece a conversa de chacha de sempre, mas a verdade é que, naqueles dias mais chatos, se andamos o dia todo num turbilhão e vamos deitar-nos assim é quase certo que não vamos dormir ou que não vamos dormir descansados. Criar uma espécie de rotina para abrandar ao fim do dia vai fazer com que o nosso cérebro perceba que cada vez que estas coisas acontecem está na hora de começar a desligar. O nosso corpo também vai agradecer. Podem até aliar a esta rotina um conjunto de óleos essenciais que promovam o relaxamento.

O que é que vocês fazem para tentar diminuir o stress durante a semana? 🙂

 

3 Coisas para Fazer Antes de Janeiro Acabar 💃

Olá! 🙂

Sim, a mim também me parece que vamos no dia 94 do mês de Janeiro 😅, mas já que ele está mesmo (!) a acabar vamos aproveitar para o rentabilizar 😉 Estas são 3 coisas que eu já fiz, mas que vocês ainda vão a tempo de fazer este mês  [ou começar já no próximo]:

1 Ver “You”

you

“Guinevere Beck (Elizabeth Lail) é uma aspirante a escritora, que vê sua vida mudar completamente ao entrar em uma livraria no East Village, onde conhece o charmoso gerente, Joe Goldberg (Penn Badgley). Assim que a conhece, Joe tem certeza de que ela é a garota dos seus sonhos, e fará de tudo para conquistá-la — usando a internet e as redes sociais para descobrir tudo sobre Beck.”  Parece uma série romântica, não é? Não se deixem enganar, vão ver mesmo sem ler mais nada sobre ela 🙂

Tal como aconteceu com “La casa de papel”, comecei a ver esta série por ser tão falada. Mas o hype vale assim tanto a pena? Vale! Vão ver! Já sabemos que nem todo o tipo de séries agrada a toda a gente, mas eu gostei muito desta. Logo no primeiro episódio achei que ia gostar e não me enganei. Esta série é inspirada num livro com o mesmo nome, pelo que também podem aproveitar para ler 🙂 Não quero explicar mais nada para não dar spoiler e irem ver sem mais info. 1 Temporada, 10 Episódios: Go!

2 Ler “Five years from now”

… ou qualquer outro livro 😉

five_years_from_nowVocês lembram-se do livro que eu li nas férias e adorei *aqui*? É este mesmo e, por alguma razão, ele cativou-me do início ao fim! Eu lia – dava um mergulho – lia. Ia tomar banho mais rápido e até ter de ir jantar – lia. Ia dormir mais tarde para – ler. Não descansei enquanto não acabei de ler! Achei que ia ser um romance e não ia achar lá muita piada, mas dei-lhe uma chance. Acho que me cativou por não ser o típico livro lamechas, o típico final feliz [apesar deste também ser feliz à sua maneira], mas sim um retrato da vida, de várias situações que bem podiam ser do mundo real, então, parecia que alguém me estava a contar a sua história de vida. É um “happily ever after” inesperado e eu gosto bastante disso. Façam como eu e dêem-lhe uma chance 🙂 A este ou a outro livro – simplesmente, comecem a ler um livro.

3 Ver “Mary Queen of Scots”, “A Star is born” ou “Boehmian rapsody”… ou todos!

mary queen of scotsTambém ainda vou atrasada para ver os últimos dois [mas a intenção de os ver está lá]. Já o primeiro fui ver ao cinema – gostei muito e aconselho 🙂 É um filme cheio de história e determinação, cheio de coisas a acontecer e decisões a serem tomadas. Adorei os planos, as cores e o ambiente e, em especial, o papel da Saoirse Ronan que, na minha opinião, estava mesmo on point! Se tivesse que descrever o filme e, principalmente, as rainhas [a Mary em especial] diria fearless. Adorei! No meio de um mundo de homens temos duas rainhas a sobressair e se isso não é girl power, não sei o que é 😆  Já não me lembrava que gostava tanto deste tipo de filmes 😆

“O filme explora a vida turbulenta da carismática Mary Stuart. Rainha da França aos 16 anos e viúva dois anos depois, Mary desafia a pressão para casar novamente. Em vez disso, regressa à Escócia natal para recuperar o seu trono, sob o domínio de Elizabeth I. Cada jovem rainha vê a outra com um misto de medo e fascínio. Rivais no poder e no amor e regentes do sexo feminino num mundo essencialmente masculino, as duas mulheres têm de escolher a forma de manter o equilíbrio entre casamento e independência. Determinada a governar, Mary afirma a reivindicação ao trono inglês, ameaçando a soberania de Elizabeth. Traição, rebelião e conspirações no interior de cada corte ameaçam os dois tronos – e mudam o curso da história.” [fonte]

Já fizeram alguma destas coisas? 🙂

Bao’s – Taiwanese Burguer 🍴

Olá 🙂

2018 acabou cheio de comidinha boa e 2019 começou assim também 😉 Decidimos ir provar algo diferente ao Bao’s Taiwanese Burguer, na Rua de Cedofeita (Porto). Podem ver o que encontram por lá aqui e consultar o menu, localização e fotografias. O espaço é bonito, pequenino [mas tem outro andar que não vi], confortável e tem muitas animações fofinhas alusivas àquilo que lá podem comer. Para além disso, o  serviço foi bastante rápido e tem opções veggie. É pena que façam tanto lixo desnecessário mesmo para quem come no restaurante – vem tudo em recipientes descartáveis.

bao_taiwanese

Fomos três e pedimos para cada uma de nós um Bao + bebida + batatas e duas sobremesas para dividirmos entre nós. Posto isto, pedimos:

  • 2x Chicken Bao – 2x 4.50€
  • Pulled Pork Bao – 3.90€
  • 2x Fries 101 – 2x 3.50€
  • Batata Doce – 3.50€
  • Água – 1€
  • 2x Bobba Tea – 2x (? not sure)
  • Peanut Ice Cream Bao – 3.50€
  • Chococolat Salted Caramel Tart – 3€

Total = ~12.80€ por pessoa (para 3 pessoas)

Escolhi o Chicken Bao e gostei! O bun é bastante fofinho e, apesar deste bao ter amendoim [o que para mim seria um big no no meio desta mistura], até achei que ficava bom. Apenas acho que o frango devia vir num tamanho mais comestível, uma vez que o que vem é um bocado grande e, portanto, difícil de comer sem parecer uma criança de 5 anos Fries 101 = heaven mesmo! Experimentei o Bobba tea por ser algo de que sempre ouvi falar maravilhas: as bolinhas realmente adicionam ali algo diferente à bebida que não temos nas outras – rebentam na boca para libertar “sumo” do seu interior. A bebida em si é uma espécie de ice tea, mas nada do outro mundo [um bocadinho menos doce não fazia mal, mas é bom e bebe-se bem].

Sobre as sobremesas: o Peanut Ice Cream Bao é literalmente um bun frito com uma bola de gelado de manteiga de amendoim por cima. Muito bom, principalmente para quem adora amendoim [é literalmente ao que sabe ]. No entanto, estava mais de olho na Tarte de Salted Caramel que acabou por me desiludir . A parte do chocolate e caramelo era muito boa, mas a parte da “massa” … nhé. Sabe a tanta coisa ao mesmo tempo que nem sabia descrever, mas não gostei muito. Acabamos por nos aperceber que sabia a pretzel e acho que foi isso que deixou o sabor mais estranho. Digamos que não é para todos os gostos.

Alguém já lá foi? Se quiserem experimentar algo diferente é uma boa opção 🙂

Nailed it! |116 Atrevida 💅

Olá 🙂

Era suposto estas terem sido as minhas unhas de Natal e este post ter saído quando? Exato, por volta do Natal  Nos entretanto o trabalho meteu-se no caminho e venho mostrar-vos agora 🙂

Base Coat Cliché 3 em 1   [CF 🐇]

Vermelho Cliché, 116 Atrevida   [CF 🐇]

Creme Golden Rose, 117

Top Coat Kiko 3 in 1 Shine nº100   [CF 🐇]

Fita colorida Ebay

Sobre o verniz já vos falei aqui, por isso, o post de hoje é mais para vos dar inspiração se vos apetecer fazer algo igual ou parecido 🙂

Para as unhas vermelhas: base coat + 2 camadas de vermelho + top coat

Para as unhas com efeitos: base coat + 2 camadas de verniz creme → Deixar secar muito bem (deixei de manhã para a tarde) → Colar as tirinhas de fita-cola na unha + cortar bem na ponta com uma tesoura ou corta unhas + Top coat

Sobre as tirinhas: desenrolo um bocadinho da fita-cola (suficiente para cobrir a área que eu quero), coloco diretamente na unha e corto o excesso. Tentem cortar as fitas o mais rente possível ao fim da unha. Caso fique um bocadinho de fora, andar a tocar em tudo acaba por começar a puxar a fita e ela sai com mais facilidade.

O que acharam? 🙂

 

 

5 Documentários que Eu Já Vi e Tu Também Devias 🎞

Porque saber um bocadinho mais sobre as coisas e ser informado não custa nada e só ganhamos com isso, hoje, trago-vos 5 documentários que já vi e vos aconselho a ver também. Vamos lá tornar-nos um bocadinho mais conscientes juntos 🙂

1. Before the Flood (2016)

Before_the_Flood_(2016_documentary_film)_poster

 

IMBD: 8.3/10 | Trailer

Poderemos agir antes do dilúvio? – “A look at how climate change affects our environment and what society can do to prevent the demise of endangered species, ecosystems and native communities across the planet.”

 

 

 

2. A Plastic Ocean (2016)

MV5BMTk5MTU0MTA2OF5BMl5BanBnXkFtZTgwMzQ3MjQ5MDI@._V1_

IMBD: 8.0/10 | Trailer

“A PLASTIC OCEAN begins when journalist Craig Leeson, searching for the elusive blue whale, discovers plastic waste in what should be pristine ocean. In this adventure documentary, Craig teams up with free diver Tanya Streeter and an international team of scientists and researchers, and they travel to twenty locations around the world over the next four years to explore the fragile state of our oceans, uncover alarming truths about plastic pollution, and reveal working solutions that can be put into immediate effect.”

 

3. What the health (2017)

MV5BYWU3ZTk1ZDgtNTFlOC00MGRjLWFiZmQtYmI0Y2JjMmI5YTBkXkEyXkFqcGdeQXVyNzI5MjI4MTc@._V1_

 

IMBD: 7.8/10 | Trailer

“An intrepid filmmaker on a journey of discovery as he uncovers possibly the largest health secret of our time and the collusion between industry, government, pharmaceutical and health organizations keeping this information from us.”

 

 

4. Minimalism: A documentary about the importance of things (2015)

MV5BMTkwNzU1OTEzNV5BMl5BanBnXkFtZTgwODY5NzA3NTE@._V1_

 

 

IMBD: 6.7/10 | Trailer

“How might your life be better with less?”

 

 

 

 

5. The True Cost (2015)

220px-The_True_Cost

 

IMBD: 7.7/10 | Trailer

“The True Cost is a documentary film exploring the impact of fashion on people and the planet.”

 

 

 

Tirem algum do vosso tempo para investir em conhecer mais sobre algo que seja do vosso interesse. Estes são os documentários que eu vi nos últimos tempos e acho que todos devíamos ver para, pelo menos, estarmos informados sobre a realidade que nos rodeia [ou que tanto nos tentam esconder], mas existem muitos mais e sobre os mais diversos assuntos.

A minha jornada pelos documentários continua em 2019, aconselham algum para eu começar? 🙂